Arquivo da categoria: trofozoíto e cisto

Giardia lamblia

O gênero Giardia apresenta parasitos flagelados de todas as classes de vertebrados. A Giardia lamblia apresenta duas formas: o trofozoíto e o cisto. Quando trofozoíto tem formato de pera, a face dorsal é lisa e convexa, apresenta uma estrutura semelhante a uma ventosa, que pode ser chamada de disco ventral ou suctorial, possui 4 pares de flagelos anteriores: um par de flagelos ventrais, um par de posteriores e um par de caudais. Quando cisto é oval ou elipsoide, no seu interior encontram-se dois ou quatro núcleos, um número variável de fibrilas e corpos escuros com forma de meia-lua e situados no pólo oposto aos núcleos.

O disco ventral é um aestrutura complexa formada de microtúbulosa e microfilamentos. Rodeando o disco, observa-se um fino lábio citoplasmático, denominado franja ventrolateral. Uma das hipóteses que explicava a adesão dos trofozoítos sobre as microvilosidades da mucosa era que os batimentos dos flagelos ventrais seriam responsáveis pelo aparecimento de uma força de pressão negativa abaixo do disco, provocando sua adesão, que seria auxiliada pela franja ventrolateral.

 

 

Fotos da internet

  ueijks

 

 

 

 

Fonte: Parasitologia humana, Neves.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.