Teníase e cisticercose

Você sabe o que são?? quais são as formas de contaminação?? as formas de evitar?

Se sabe ou só lembra algumas.. é bom rever por aqui e se não sabe, chegou a hora!!!

Teníase: é uma alteração provocada  pela presença de forma adulta de tênias (ou solitárias – nome popular), saginata ou solium no intestino delgado.

Cistecercose – é uma alteração provocada pela presença de larvas de tênia nos tecidos de seus hospedeiros intermediários.

Esses vermes são de dois tipos: Tênia do porco ( Taenia solium) e tênia do boi (Taenia saginata).

  • T. solium

Vive até 3 anos no hospedeiro

Apresenta um escolex com 4 ventosas arredondadas com um rostelo armado em uma fileira de 25 a 50 acúleos, Cisticerco ( Cysticercus cellulosae – larva), libera de 3 a 6 proglótides , o estróbilo pode conter de 800 a 1000 proglótides e 3 metros de comprimento. Alimenta-se por difusão tegumentar(microtríquias). Proglótides grávidas são quadrangulares, com 12 pares de ramificações dentríticas. Produz até 80 mil ovos. Libera de 3 a 6 proglótides.

  • T. saginata

Vive até 10 anos no hospedeiro. Apresenta escólex com 4 ventosas sem rostelo nem acúleos. Cisticerco (C.bovis – larva). Estróbilo com mais de 100 proglotides e com até 8 metros de comprimento. alimenta-se também pelo tegumento (microtríquias). Proglótides grávidas são retangulares com 26 ramificações uterinas dicotômicas, com produção de até 160 mil ovos. Libera de 8 a 9 proglótides.

Proglótides podem ser:

  • Jovens: são curtas, inicio do desenvolvimento de órgãos genitais masculinos, os femininos se desenvolvem mais tarde.
  • Maduras: com orgãos genitais masculinos e femininos bem desenvolvidos e aptos para a fecundação.
  • Grávidas: apresentam o útero cheio de ovos.

Os ovos são indiferenciáveis, constituidos por uma casca protetora (embrióforo), dentro do embrióforo encontramos a oncosfera ou hexacanto com dupla membrana e 3 pares de acúleos.

Ciclo Biológico:

  • o homem parasitado elimina proglotides grávidas com ovos.
  • o hospedeiro intermediário ingere os ovos
  • no estômago, os embrióforos sofrem ação de pepsina
  • no intestino, as oncosferas ou hexacanto, sofrem ação dos sais biliares(importante para ativação e liberação)
  • Oncosferas liberam-se do embrióforo e movimentam-se no sentido das vilosidades
  • Penetram  as vênulas, atingem as veias e linfáticos mesentéricos
  • Percorrem a corrente circulatória e são transportados para todos os órgãos e tecidos
  • Perdem acúleos e cada oncosfera transforma-se  em cisticerco

Transmissão

Ingestão de carne de boi (T.saginata) cura ou mal cozida, infectada por cysticercus bovis; e de carna de porco infectada por cysticercus cellulosae.

Tipos de Infecção:

auto-infecção externa – homem elimina proglotides e ovos que são levados à boca pelas mãos contaminadas.

auto-infecção interna – Durante vômitos as proglotes da T.solium ir até o estômago e depois voltariam ao intestino delgado, liberando as oncosferas.

heteroinfecção – o homem ingere, alimentos contaminados, ovos de T.solium, de outro paciente.

Anúncios

Sobre EEBM

Bióloga pela UCSal (2012). Especialização em Ecologia e Intervenções Ambientais. Realiza estudos de ecologia de manguezal, inventário faunístico (crustáceos).

Publicado em 04/12/2010, em Sem categoria. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Adriana Hauber Virmond

    bem interessante. Para quem já estudou em profissionalizante de Patologia Clínica, em 1984, todas essas doenças, é um bom meio para pesquisas. atenciosamente,
    adriana hauber virmond

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: